segunda-feira, setembro 26, 2016

AMORES URBANOS

OS TRÊS E A CIDADE

São Paulo é a cidade onde três jovens vivem suas aventuras e infortúnios. 
Júlia (Maria Laura Nogueira), esta sentindo pressão por todos os lados. A crise dos trinta anos bate à sua porta e ela não se vê satisfeita nem com sua vida amorosa e muito menos com a profissional.
Micaela (Renata Gaspar) também vive uma barra com seu relacionamento indefinido com Duda (Ana Cañas), que mais parece querer esconder do que assumir a relação.
Já Diego (Thiago Pethit) é obrigado a revisitar seu doloroso passado e também encarar o amadurecimento seu e a de um namoro.
"Amores Urbanos" , dirigido por Vera Egito (ela trabalhou em filmes de Heitor Dhália, mas como diretora é sua estreia), parece falar mais alto  com o pessoal na faixa etária dos personagens, uma identificação imediata que deixa o filme muito mais interessante de se acompanhar.
No entanto, não achei um filme feito direto para um público específico e sim palatável para qualquer um que se deixar levar por personagens cativantes e situações sem firulas.
É um filme que passa fluído, sem as amarras de cinema-cabeça indecifrável e pedante.
O que é admirável é São Paulo como cenário e de que forma a diretora soube aproveitar a cidade e suas calçadas, becos e a badalada vida noturna.
O foco são os três amigos, claro, mas a cidade é quase que um quarto integrante da história e a linda ultima cena não deixa dúvidas.
"Amores Urbanos" foca nos amores e desamores de três jovens, um hétero e dois homossexuais, mas é perceptível que ele quer ir além de vida amorosa e seus problemas, há uma critica da imensa pressão que é chegar a uma determinada idade e estar bem resolvido em todos os aspectos.
E é sempre bom saber  que ainda há personagens que "deram errado" pois os humaniza e os leva ainda mais para o nosso mundo real.
NOTA ____8,5
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores