sábado, julho 02, 2016

DEMON

FESTA DE CASAMENTO

A morte por suicídio do diretor Marcin Wrona chamou a atenção e ajudou a "Demon" a ser conhecido antes de sua estreia de fato.
Aparentemente não há relações entre a tragédia e o filme, que não chega a ser um exemplo propriamente de terror e sim pintadas ali e acolá do sobrenatural. 
"Demon" é um filme bem esquisito e plateias afoitas por produções de fácil digestão certamente não irão gostar.
Tudo começa quando Piotr (Itay Tiran) descobre uma ossada bem perto do casarão antigo onde será realizado sua festa de casamento.
Perturbado com a descoberta e a cerimonia acontecendo, o rapaz começa a ter alucinações (ou não seria?) e a ter um comportamento pra lá de estranho.
A dedução é de que ele foi possuído.
Mas nada fica muito esclarecido e há mais perguntas que respostas em torno da origem da ossada e do que esta realmente acontecendo com Piotr (há uma vaga explicação a respeito de um fantasma do folclore judeu, o Dybbuk).
"Demon" é um filme que não se importa inclusive de misturar gêneros, há uma carga dramática bem presente e que predomina, além das situações engraçadas e constrangedoras envolvendo a família da noiva que fica o todo tempo desviando a atenção dos convidados para o que esta acontecendo.
Claro que o resultado não é convencional e "Demon" talvez deixará uma posta de insatisfação pelo desfecho completamente misterioso e abrupto.
O que dá pra notar claramente é o talento do diretor atrás das camêras com seus enquadramentos  e o dom de captar imagens belas e sinistras das paisagens da Polônia.
Esperaria com ansiedade seu próximo trabalho, pena esse ser o seu último.

NOTA ____7,5
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores