quinta-feira, maio 05, 2016

FLORESTA MALDITA

AOKIGAHARA

A Floresta Aokigahara tem uma fama sinistra, popularmente chamada de Floresta dos Suicidas, é lá que algumas pessoas escolhem para se matarem.
Era questão de tempo até alguém "usar" a história do local para algum filme e infelizmente, um deles resultou em algo muito fraco.
Não basta utilizarem as lendas de Aokigahara se a condução da trama é enfadonha, chata de assistir.
É a típica produção de terror feita para alcançar um público maior, repleta de clichês e situações já vistas em inúmeros filmes anteriores.
Sarah (Natalie Dormer) descobre que sua irmã gémea adentrou na floresta e chega ao Japão para revê-la, já que a sua intuição diz que ela ainda não se matou.
Descola um guia e começa a procurá-la, mesmo quando percebe que o lugar prega peças em quem tem coragem de se aventurar por lá.
Entre sustinhos manjados,  a trama se desenrola preguiçosamente, nunca querendo se aprofundar na atmosfera macabra que Aokigahara naturalmente reserva,  deixando a impressão que poderia chegar muito mais longe.
O resultado de "Floresta Maldita" é frustrante, assim como dez entre dez produções comerciais de terror que não se preocupam em fazer algo realmente assustador e interessante, e sim repetir velhos chavões e agradar os mesmos não fãs do gênero.
NOTA____ 2,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores