quarta-feira, janeiro 13, 2016

A VISITA

CONHECENDO OS AVÓS

M. Night  Shyamalan, que coisa não? Foi da graça à desgraça em sua carreira,  sua filmografia desce ladeira abaixo em qualidade.
"A Visita" seria sua redenção?
Mais ou menos, é evidente que comparado à suas últimas produções o filme se destaca positivamente, no entanto acaba se assemelhando a outros exemplares que procuraram o estilo do 'found-footage', algo que se tornou cansativo dentre as produções de terror.
Na trama, dois irmãos vão passar um tempo na casa do avós maternos ainda desconhecidos por eles. Durante a estadia, um comportamento estranho dos idosos chama a atenção da dupla e munidos por câmeras vão registrando tudo até o choque da surpresa que reserva a verdadeira identidade dos velhinhos.
"A Visita" guarda a tal surpresa no roteiro como era característico nas tramas de Shyamalan e admito que não suspeitei de nada até a revelação, e isso ganhou pontos comigo.
Além de que achei muito inteligente o roteiro deixar os irmãos enfrentarem de frente suas fobias em cenas chaves de extrema tensão.
Portanto é uma pena que Shymalan decide terminar "A Visita" de uma maneira tão piegas em vez de ir mais longe nas cenas tensas que antecedem o desfecho brega.
Dá para perceber que o cineasta poderia se aprofundar nos momentos tensos  e essa decisão de terminar com chororô e um rap engraçadinho acaba com o terror todo que estava a minutos atrás.
NOTA 7,5

Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores