sexta-feira, setembro 25, 2015

MISSÃO IMPOSSÍVEL: NAÇÃO SECRETA

DECISÕES EXTREMAS

Apesar da franquia ter oscilado ao longo dos filmes, "Missão Impossível" chega com um novo episódio repleto de qualidades e demonstra a habilidade de superar os defeitos e problemas das produções anteriores.
Obviamente não me refiro ao anterior "Protocolo Fantasma", ainda sim o melhor de todos, mas  ao segundo e ao desastroso terceiro filme que eram repleto de problemas na construção de um bom roteiro e personagens ao redor do agente Ethan Hunt.
A virada foi justamente com "Protocolo Fantasma" que deu um novo fôlego para a franquia, uma decisão acertada no tom (sem trocadilhos!)  ao entregar uma história inteligente e repleta de cenas de ação de embasbacar.
"Nação Secreta" segue o mesmo caminho.

A trama é instigante e intercalada por cenas de deixar o coração na mão, como a da abertura onde Tom Cruise se agarra a um avião em plena decolagem.
Ethan (Cruise) e seus comparsas Benji (Simon Pegg), Brandt (Jeremy Renner) e Luther (Ving Rhames) descobrem as armações de um grupo secreto chamado Sindicato, que deseja a todo custo eliminar de vez a IMF.
A entrada de Ilsa Faust (a ótima e curvilínea Rebecca Ferguson) confunde não apenas os personagens com suas intenções mas igualmente o público  que fica dividido entre confiar plenamente em suas ações ou não.
Complemente aí com cenas incríveis de perseguição numa rodovia, ou numa outra enquanto uma ópera é encenada.
"Nação Secreta" também cresce ao apresentar uma personagem feminina tão forte e destemida quanto qualquer outro em cena.
Faust não esta lá para bancar a mocinha frágil que está em apuros para logo em seguida tascar um beijo no ator principal do elenco, é alguém que esta de igual para igual em suas estratégias e acaba gerando uma leve comparação a Furiosa de último "Mad Max", outra que não se rebaixava a ninguém.
Apesar de tudo, "Nação Secreta" soou pra mim como um 'dejá-vú' do que foi o filme anterior e em várias situações consegui prever os desdobramentos do roteiro e a certeza de que tudo vai acabar bem sempre me incomoda de algum jeito.
Porém, isso esta longe de desqualificar a produção que é uma das melhores da franquia.

NOTA___ 8,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores