quinta-feira, fevereiro 26, 2015

RELATOS SELVAGENS

PERDENDO O CONTROLE

O clássico filme com episódios ganha agora um exemplar inusitado. 
Sucesso inquestionável tanto na Argenina quanto no Brasil, "Relatos Selvagens" é uma obra tão visceral e inebriante que fica fácil perceber o porquê da prediletação do público.
São seis histórias onde o ponto em comum é o descontrole de seus personagens, situações banais onde a razão escorre ralo abaixo e o ódio, a vingança e a raiva se sobrepujam.
Vamos a elas:
Pasternak: Passageiros de um vôo descobrem uma infeliz coincidência. Todos ali parecem conhecer um sujeito que foi humilhado por eles de alguma forma. É bem curto e o seu desfecho impactante deflagra qual será o tom dos outros episódios.
As Ratazanas: Uma garçonete reconhece o algoz de sua família. Sua companheira de trabalho tenta a convencer de se vingar, servindo um prato com veneno para ratos. A relutância e a vontade de dar o troco permeia toda bem bolada história.
O Mais Forte: Numa auto-estrada, dois motoristas se confrontam até a limiar da bizarrice depois que um ultrapassa o veículo do outro. É de longe o mais divertido e onde o diretor Damían Szifron explora bem a selvageria de seus personagens, além de contar com a ótima presença de Leonardo Sbaraglia.  
Bombita: Vítima de inúmeras injustiças, o engenheiro Simon (o sempre eficaz Ricardo Darin) acaba planejando uma vingança contra todo o sistema. É a história menos memorável, mas ainda sim muito interessante sem destoar das outras.
A Proposta: Uma família abastada tenta proteger o filho mimado depois deste atropelar e matar uma mulher grávida. O pai então propõe ao empregado da casa: assumir o crime em troca de uma grana preta. Mas as coisas não saem nada bem. Aqui quem brilha é o veterano ator Oscar Martinez, como o pai super protetor que fica numa sinuca de bico daquelas. 
Até que a morte nos Separe: Na sua festa de casamento, uma noiva descobre que uma das convidadas é a amante de seu recém-marido. Pronta para se vingar da humilhação, ela apronta um final de festa inesquecível para todos.  É a situação mais embaraçosa e engraçada dentre todos, e pontos para Erica Rivas, a noiva desequilibrada.
É sempre difícil manter o mesmo nível de interesse e qualidade num filme que tenha episódios, mas "Relatos Selvagens" consegue o feito de não deixar nenhuma historia se destacar demais de outra, mantendo a sintonia perfeita.
E além de ser um entretenimento dos bons, "Relatos Selvagens" injeta críticas sociais das mais pertinentes.
   
NOTA      8,5
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores