terça-feira, fevereiro 03, 2015

GRACE: A POSSESSÃO

CHEIO DE GRAÇA

O fato é que roteiro de "Grace: A Possessão" não tem nada de inovador. As situações não passam de um apanhado da lista imensa de filmes com possuídos.
Sinta o drama: A pudica Grace (Alexia Fast) chega a faculdade e começa a ter alucinações tenebrosas. Sua vó (Lin Shayne, da série "Sobrenatural"), parece saber mais sobre o misterioso passado de sua neta e a arrasta para o seu casarão afim de 'curá-la'.
Porém, com uma sinopse dessa nada animadora e previsível, "Grace" é unicamente interessante por conta da forma que o cineasta Jeff Chan decidiu filmá-lo.

Unicamente filmado sob a perpectiva da garota possuída, o filme consegue prender a atenção pelas câmeras em primeira pessoa.
Parece pouco, mas presenciar gradativamente todos os graus de possessão sob o olhar do possuído é a graça, sem trocadilhos infames, que funciona perfeitamente.
Até dá pra perdoar o quanto o roteiro 'chupa' de "Carrie- A Estranha", parecendo muitas vezes que estamos diante de mais uma  refilmagem do clássico.
NOTA      7,0
Compartilhar:

1 comentários:

Danielle Salim disse...

Não sabia da parte de acompanhar a possessão em primeira pessoa, parece interessante. Descartei o filme pelo trailer mostrar exatamente isso, uma série de clichêzões de inúmeros desperdícios cinematográficos que vêm saindo por aí.

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores