quarta-feira, outubro 15, 2014

LIVRAI-NOS DO MAL

AMÉM?

O mal que assola os filmes comerciais de terror está longe de terminar.
A verdade é que a grande maioria das produções desse genero que chegam aos cinemas, preocupadas em agradar o máximo de pessoas possível, dilui o material e entregam produções sonolentas, ancoradas em clichês e o pior dos pecados, sem tensão alguma.
Todo filme de terror que se preze tem a obrigação de nos fazer sentir desconfortáveis, perturbados ou assustar de alguma maneira.
"Livrai-nos do Mal" não tem sustos, não tem um clima angustiante e muito menos perturbador.
O cineasta Scott Derrickson ("A Entidade", "O Exorcismo de Emily Rose") tentou mesclar uma trama policial com o de horror mas morreu na praia. 
Baseado em relatos verídicos de um policial, a história acompanha Ralph Sarchie (Eric Bana, tão expressivo quanto um tábua de bater bife) que se embrenha na noite investigando casos misteriosos que de alguma maneira estão entrelaçados com o tinhoso.
Tem cena de exorcismo como manda os chavões desse tipo de produção?
Sim e se não fosse a boa interpretação do ator que encara o possuído em questão, passaria batido.
Gostei da entrada de um padre super cool (Édgar Ramirez) na história e as citações as músicas do The Doors.
Mas é pouco, muito pouco para se considerar ou para ser recomendado.
NOTA 5,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores