sexta-feira, outubro 24, 2014

ANNABELLE

ÍCONE

O superestimado "Invocação do Mal" de James Wan ("Jogos Mortais", "Sobrenatural") conseguiu refazer com que o interesse pelo público por casas mal-assombradas ressurgisse. Apesar da trama não trazer novidade alguma, o filme fez sucesso e tem suas qualidades.
Uma delas era ter demonstrado de relance a história da boneca Annabelle que parecia ser mais assustadora e interessante que a produção toda.
E de fato enxergaram um potencial para a boneca e eis que surge "Annabelle".
O mais interessante é saber que ela realmente existe e esta no museu dos investigadores Warren trancafiada num armário.

Sobre o filme, é um alivio saber que Annabelle não se tornou uma espécie de noiva de Chucky, portanto, esqueça vê-la dando umas zanzadas por aí.
Outro ponto forte é a descarada homenagem ao clássico "O Bebê de Rosemary" nas cenas de quando a dupla de protagonistas vão morar num prédio sombrio e também há referencias ao assassinato de Sharon Tate, esposa do cineasta Roman Polanski que foi morta pelos fanáticos que seguiam Charles Manson.
Por outro lado, a história é bem bobinha ideal para agradar os que não são fãs dos gênero e que não vão sacar essas pequenas e bem sacadas alusões.
 É perceptível que "Annabelle" tenta agradar gregos e troianos, ou seja, tanto os velhos de guerra do terror quanto aqueles que assistem ocasionalmente.
O resultado chega a parecer muito com o de "Invocação do Mal" pois é um filme que tem sim seus momentos de aflição (a cena do elevador que insiste em não fechar as portas) mas que pode lembrar uma série de produções similares com resultados bem melhores e aterrorizantes.
"Annabelle" esta longe de se tornar algo memorável mas é certeza que a bonequinha se tornará (ou já é) o novo ícone das produções de terror.
E isso não acontecia há muito tempo.

NOTA 7,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores