quarta-feira, agosto 06, 2014

THE BAY

PARASITAS ASSASSINOS

Pode até soar estranho o oscarizado cineasta Barry Levinson (de "Rain Man") no comando de um "found-footage" bem modesto sobre parasitas assassinos.
Mas uma rápida olhada na diversificada filmografia de Levinson podemos perceber filmes que flertaram com o suspense ("Esfera", "O Enigma da Piramide") que obteram um resultado razoável.
O envolvimento de Oren Peli ("Atividade Paranormal") na produção de "The Bay", desperta ainda mais a curiosidade de saber como ficou esse projeto com o envolvimento da dupla.
Pode-se dizer que no reino dos "found-footage" , "The Bay" não consegue entrar na realeza mas tão pouco ficará entre os plebeus.
Tudo começa num feriado da Independência americana 4 de Julho, durante as comemorações numa cidade litorânea em Maryland. Algo na água contaminou inúmeros cidadãos e parece que um parasita modificado por um vazamento nuclear abafado pelos políticos é o causador do surto.
No início os sintomas são bolhas purulentas no corpo mas logo adiante o bicho ataca o hospedeiro comendo de dentro para fora suas vísceras.
O caos diante da contaminação é retratado com parcimônia.
Sem apelar para um ritmo alucinante, Levinson arma uma aflição em doses homeopáticas afinal  "The Bay" é envolvente o suficiente mesmo quando nada de relevante acontece.
No entanto, senti falta de um desfecho mais impactante para fechar com chave de ouro todo o desenrolar da história.
O final é completamente anti-climático e broxa todas as expectativas construidas com esmero até então.

NOTA 7,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores