domingo, agosto 17, 2014

O PERIGO VEM DO LAGO

NO MESMO BARCO

Alguns amigos recém-formados decidem comemorar o feito num local remoto, cujo um lago é a principal paisagem. Quando atravessam o lago num barco e resolvem se refrescar num mergulho, uma criatura ataca e os deixam à deriva.
Conforme a situação piora a cada minuto, o instinto de sobrevivência fala mais alto e a suposta amizade vai pras cucuias.
O grande atrativo de "O Perigo vem do Lago" é o charme irresístivel dos filmes trash oriundos dos anos 80, que aliás me remeteu a um dos contos da antologia "Creepshow" chamado "A Balsa".
Se foi uma homenagem ao conto de Stephen King eu não sei mas a situação era bem parecida.
É como se fosse uma versão estendida da mesma situação de "A Balsa" só trocando mesmo a criatura.
Só que nessa produção, realmente ficamos confusos em saber se o perigo vem mesmo do lago ou da superfície.
Os ocupantes do barco são a representação da hierarquia da escola onde estiveram , ou seja, os esquisitos e nerds são os primeiros a serem distrações do monstro por livre e leve pressão. 
Os populares atléticos não poupam ninguém e conseguem serem mais letais que a coisa submersa carnívora.
Falando no bicho, gostei muito do visual do peixão. Lembra um pouco um Tamboril versão gigante e é bem realístico.
É claro que "O Perigo vem do Lago" tem inúmeros furos no roteiro mas isso não deixa o filme ruim ou tira a nossa atenção nos acontecimentos. Até os erros de continuidade são perdoados e propositalmente fazem parte de uma produção que tem um pézinho nostálgico lá na alegoria da programação do extinto "Cine Trash".

NOTA 8,0
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores