quinta-feira, junho 05, 2014

X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

ATRÁS DO TEMPO


A conexão que tenho com o universo dos X-Men vem de longa data, vem de muito antes do primeiro filme de Bryan Singer lá em 2000. Sempre acompanhei de muito perto todas as aventuras da trupe mutante seja nas HQs ou nas séries animadas.
É óbvio que minha ligação com todo esse rico universo já me fez torcer muito para que os filmes tivessem o mínimo de complexidade das histórias e por mais que Singer tenha obrigatoriamente modificado alguma coisa ou outra constatei que o essencial estava lá.
"Dias de um Futuro Esquecido" trás de volta Singer para a cadeira de diretor numa aventura empolgante, vibrante mesmo que diferente da obra que o inspirou.
Mas de novo, as mudanças em relação a HQ em nada atrapalham na diversão e o essencial continua intacto, amparado a um excelente roteiro.
Num futuro desolador, os X-Men sobreviventes a uma guerra que dizimou mais da metade da população mutante decidem enviar a consciência de Wolwerine para o passado afim de que ele interrompa os instintos assassino de Mística.
Nos anos 70, o assassinato que ela comete foi o estopim para a guerra iminente e a criação dos terríveis Sentinelas.
Para isso, Wolwerine precisa reencontrar as versões jovens do Professor Xavier e de Magneto e com a ajuda de ambos modificar os eventos.

"Dias de um Futuro Esquecido" é eficaz em vários aspectos, tanto na ambientação futurística quando na de volta ao passado. Há uma mistura no elenco entre a equipe original e a que foi mostrada em "Primeira Classe", e por mais que pareça que vai ficar uma confusão que só, o filme é coeso e flui livremente mesmo que algumas participações de alguns integrantes sejam mínimas(Vampira. Bishop, Mancha Solar). 
Hugh Jackman, Jennifer Lawrence estão em maior destaque beneficiados pelo roteiro mas como não reparar na estupenda cena de Mercúrio (Evan Peters) que rouba as atenções numa sequência espetacular e cheia de graça?
É uma pena que logo Mercúrio sai de cena , mesmo assim há outros destaques durante toda a projeção sendo  a cena do dois Professores Xavier dialogando entre si a mais tocante.

Ainda prefiro "X-Men 2" também dirigido por Bryan Singer como a melhor aventura nos cinemas, que aliás nesse exemplar há ecos de todas as ações anteriores da equipe em cenas que tentam elucidar algumas questões que ficaram no ar.
Mas sejamos sinceros, tirando as aventuras solos do Wolwerine nenhum filme feito até então desonra por completo os personagens clássicos criados por Stan Lee e Jack Kirby.
"Dias de um Futuro Esquecido" pela sua trama e elenco formidável consegue fazer a junção de diversão e reflexão, algo extinto em filmes blockbuster há um bom tempo.
E que venha o Apocalypse!

NOTA 8,5
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores