terça-feira, junho 10, 2014

A CASA DO FIM DOS TEMPOS

PASSADO DO PRESENTE


Filmado na Venezuela, "A Casa do Fim dos Tempos" é um achado e tanto. 
Já causa curiosidade por ser um dos poucos filmes venezuelanos do genêro terror/suspense e por ter conquistado a maioria dos críticos especializados no assunto.
E realmente é uma produção que dá um banho de ousadia e criatividade em cima de muita picaretagem milionária  feita nos E.U.A.. 
Alternando passado e presente, seguimos acompanhando a família de Dulce (Ruddy Rodriguez) e a tragédia que se abateu sobre seus ente-queridos. Ela foi acusada de assassinato e condenada amargou 30 anos no xilindró. 
Cumprido os anos de cárcere, ela volta a mesma casa onde tudo ocorreu, confrontando de vez com estranhas aparições, tentando desvendar o mistério por trás do desaparecimento do seu filho.
À primeira vista, estamos diante de mais um filme comum de casas mal-assombradas e o seu ínicio nos faz acreditar que será mais um arroz com feijão sem novidades.

Mas não.
"A Casa do Fim dos Tempos" consegue surpreender por não ter medo de navegar por águas misteriosas em se tratando de um clássico tema no gênero do terror. 
Para não estragar as surpresas que virão posso mencionar uma produção pouco vista chamada "Crimes Temporais" de Nacho Vigalondo que pode lembrar vagamente a esperta trama.
De qualquer maneira, o cineasta Alejandro Hidalgo consegue dá ares de originalidade sem se amparar especificamente em qualquer outro filme e beneficiado por ótimas atuações como a de Ruddy Rodriguez que esta sensacional mesmo sob uma pesada maquiagem. 
"A Casa do Fim dos Tempos" é uma boa novidade que definitivamente deveria ficar bem mais conhecido.



NOTA 8,0
Compartilhar:

1 comentários:

Anônimo disse...

Que medo!

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores