sexta-feira, maio 02, 2014

SENNA

HERÓI DE VERDADE

Nunca fui simpatizante pela F1 e sou assumidamente leigo no assunto. Nunca tive interesse na história das corridas, dos pilotos e com Ayrton Senna sabia superficialmente de fatos que saiam na mídia sem me preocupar em aprofundar nos detalhes de sua trajetória.
Talvez por isso que o documentário "Senna" me encantou totalmente. Sem saber desses detalhes, fui surpreendido com as reviravoltas da história e conduzido impecavelmente pelo cineasta Asid Kapadia, fiquei com a nítida sensação de que não era um documentário comum.
Claro que o carisma do biografado ajuda 100% no envolvimento, e a maneira como ele é retratado (sem santificar ou abafar suas caracateristicas negativas) nos faz sentir como se estivéssemos lado a lado nos acontecimentos. 
A maneira de Senna se expressar também amplifica essa sensação de cumplicidade. Seja durante entrevistas ou conversas ocasionais, sua sinceridade era genuína.

O documentário acompanha de perto todos os acontecimentos  relevantes durante a sua carreira, seja a rivalidade e as farpas trocadas com Alain Prost, as constantes indagações a Balestre, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo na época, os acidentes que antecederam a tragédia que aconteceu com o próprio piloto.
Fácil perceber que durante a ascensão de Senna nas F1 e a grande popularidade que crescia na mesma proporção (muito devido também aos relacionamentos com Xuxa e Adriane Galisteu), o Brasil passava por uma das crises sociais mais ferrenhas. A população carente e cansada de tanta miséria projetava nas vitórias de Senna um alento, um conforto em meio a desigualdade que causava (e ainda causa) tanta violência.
Senna tinha ciência do fato, e era um dos pontos motivadores que o fazia quase que obcecado pela vitória.
É contagiante perceber a intensa euforia que Senna se encontrava durante o pódio, e é como ele mesmo diz num certo momento "É como se fosse uma droga. Você fica buscando o tempo todo."
E por isso quando chega a inevitável morte você se choca novamente, mas com um impacto maior de que há 20 anos atrás  por ter a impressão de conhecer Ayrton Senna não somente como ícone e sim alguém intimamente ligado a você.
NOTA 10

Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores