terça-feira, abril 15, 2014

THE BORDERLANDS

ALÉM DAS FRONTEIRAS

The Borderlands ao pé da letra para o português seria algo como As Fronteiras. Mas o limite de fronteiras não é geográfico nesse filme e sim entre o nosso mundo e o do além.
À principio, julgando pelo poster e o trailer é difícil sentir o ímpeto de conferir mais uma produção que relata tramas macabras escondidas pelo Vaticano sob o desgastado formato do sub-gênero "found-footage".
Mas é o caso de não julgar o livro pela capa dessa vez. 
Não que "The Borderlands" seja o às da novidade no terror, sua história pode lembrar uma dezenas de outras produções  e não tem vergonha de fugir de  clichês manjados.
Mas a atmosfera soturna é impregnada magnificamente, e amparado por bons atores e diálogos somos envolvidos pelo tom macabro, desbocando num dos desfechos mais bizarros e claustrofóbicos que se tem notícia.

O começo se passa em terras tupiniquins, na cidade de Belém no Pará mas logo a trama é transportada para uma cidadezinha no interior da Inglaterra.
É lá que o Vaticano envia três sujeitos para investigar as supostas manifestações pananormais ocorridos numa igreja caindo aos pedaços.
A missão do trio é bem clara, filmar toda a investigação e identificar as possíveis fraudes.
De imediato é perceptível que algo de muito estranho paira naquela cidade, os moradores não parecem amistosos e são nada receptivos. 
Logo adiante sabemos que a igreja na verdade foi construída num terreno onde se praticavam rituais pagãos e é a partir daí que fatos assustadores vão ocorrendo com  mais frequência até chegar nas imagens finais que é de prender a respiração de tanta aflição.

O bom de "The Bordelands" é que o diretor de primeira viagem Elliot Goldner, não deixa tudo óbvio para o público, há nuances nos personagens e na própria história, o que  acaba não só ficando interessante com seus sustos certeiros mas sim quando  eles estão divagando sobre a cidade, a igreja decrépita ou a investigação em si.
Sem inovar ou revolucionar o gênero, "The Borderlands" demonstra que é possível uma trama bem escrita ser ao mesmo tempo assustadora.
NOTA 8,5

Compartilhar:

1 comentários:

Unknown disse...

a trama é boa e a ideia do filme tbm mas é um filme chato e monótomo
perdi um tempo da minha vida assistindo

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores