quinta-feira, março 13, 2014

NINFOMANÍACA VOL. 1

VÍCIO FRENÉTICO

Lars Von Trier é um esperto estrategista quando divulga seus filmes.
Despertar a curiosidade da platéia, lançando pequenas doses de "Ninfomaníaca " antes da estréia oficial, só aumentou ainda mais a polêmica que já girava em torno da produção obviamente por conta da sua história.
Sexo sempre vai atrair as atenções e independente do resultado da produção já tinha ganhado o seu público que salivava pela vinda do filme.
E sim , era em grande maioria pessoas que nunca tinham ouvido falar de Von Trier ou visto seus filmes anteriores ("Anticristo", "Dançando no Escuro", "Dogville", entre outros)
O que torna perceptivel nessa primeira parte de "Ninfomaníaca" é o cuidado que Trier teve em não tornar o filme menos palatável para essa nova platéia.
As características do cineasta estão impressas lá mas em niveis brandos, nada daquele mergulho radical na depressão e na psiquê das personagens que rolaram nas produções anteriores.
Mesmo assim,  "Ninfomaníaca Vol. 1" com o seu apelo mais comercial consegue ser bem diferenciado da maioria das produções que ficam em cartaz e é sim um ótimo filme. Não o melhor de Trier, mas muito bom.
Seligman (Stellan Skarkgard) encontra uma mulher machucada e dismaiada num beco. Tratando as feridas e dando abrigo à Joe (Charlotte Gainsbourg ) , ela começa a narrar as suas experiências sexuais durante a sua vida.
É nessa volta a juventude (agora interpretada por Stacy Martin) que conhecemos como foi a descoberta do prazer pelo sexo e o vício descomunal pela satisfação sexual.
Ainda sem estar ciente de ser uma disfunção , a despudorada Joe se entrega de verdade as delicias do gozo e faminta em sentir algo, tenta preencher a lacuna que existe dentro de si.
Dividido em capítulos ( existe um chamado Delírio, com uma linda fotografia), há de se destacar o interessante embate entre Seligman e Joe, sendo antogonistas em personalidades e também a intensa atuação de Uma Thurman, que esta soberba numa cena magistralmente filmada.
Cenas de sexo e nudez são constante em "Ninfomaníaca Vol.1" , mas não estão lá por mero acaso.
Não é a sacanagem pela sacanagem e frustando quem esperar somente assistir um desfile de tetas e bundas, Von Trier entrega uma história sob um olhar específico e sim, a do amor.
NOTA 8,5
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores