quarta-feira, janeiro 15, 2014

BAD MILO!

O ASSASSINO EM MIM

Uma idéia central para um roteiro bizarro "Bad Milo!" já tinha, um sujeito estressado se vê as voltas com uma criatura vivendo dentro de seu estômago que eventualmente saía pelo seu anus e assassina seus desafetos. Por si só, já era o suficiente pra chamar a atenção de qualquer um.
O problema é que alguém achou que  esse "argumento" não ia segurar o filme todo, e o diretor Jacob Vaughn acabou injetando sub-tramas desanimadoras e bem mequetrefes. 
Mas até aí tudo bem, pois "Bad Milo!" resgata o clima das produções B de outrora com gosto e os defeitos a gente engole numa boa.
Até porque o monstrinho (que deveria ter aparecido mais, é verdade) é uma mistura de todas as criaturas que assombravam os filmes de terror de baixo orçamento ao longo das décadas de 80 e 90. 
Lembra Gremlins, Criaturas, Chucky, Mestre dos Brinquedos e tudo o que você possa imaginar de bichinhos ou criaturinhas malévolas.
Milo assume uma espécie de personificação de toda a raiva contida que o protagonista sente de sua vida. Quando começa a ficar estressado, Milo se revira em suas entranhas até sair e estraçalhar alguém.
O roteiro vai ficando cansativo é verdade. A inserção de alguns personagens para dar um quê dramático é descartável.
Bastava assumir de vez o tom trash da coisa e aproveitar o humor  que a situação surreal provoca.
Do jeito que ficou, "Bad Milo!" acaba ficando pelo meio do caminho, meio q envergonhado talvez da idéia e dar algum sentido naquilo tudo.
Mas vale pela homenagem prestada a um terror (ou seria terrir?) já bem fora de moda.

NOTA 6,0

Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores