quarta-feira, novembro 20, 2013

SHARKNADO

DE MAL A PIOR

De vez em quando, existem filmes que de tão ruins, de tão toscos são ao menos divertidos de se assistir. Produções assim acabam não se levando muito a sério e talvez reside aí o segredo de filmes  que passavam no Cine Trash, nas tardes dos anos 90.por exemplo.
Mas "Sharknado" não é trash nem aqui nem lá na esquina, é apenas um filme muito ruim e ponto.
E o pior de tudo, se leva a sério apesar do argumento pra lá de surreal.
Produzido pelo canal SyFy e pela The Asylum, já conhecidos por lançaram produções com reputações horríveis, "Sharknado" chamou a atenção da critica gerando comentários hilários.
O problema é que se o titulo e a sua resenha são divertidos, o filme em si é uma bomba atômica e parece não conhecer o material que tem.
A única coisa que você quer ver em "Sharknado" são os tornados com os tubarões invadindo a cidade, mas isso demora muito pra acontecer, e até lá é uma enrolação danada que dá sono.
Quando finalmente aparecem os tubarões caindo do céu, a coisa acaba piorando.
São cenas de ataque tão feitas nas coxas e tubarões virtuais extremamente mal feitos que acabei me peguntando o porque de tanto falatório a respeito dessa tosqueira.
O orçamento de duas maria-moles do filme não é desculpa.
O que surpreende é a incompetência do tal diretor Anthony C. Ferrante que não tem noção de enquadramentos ou de como filmar os atores. 
É de lascar as cenas dentro de um veículo, onde dá pra notar que a cena foi filmada dentro de um estudio pois não há paisagem nas janelas (!). Como um cineasta deixa passar isso, ou foi proposital? Duvido.
Até pra fazer algo ruim o que se espera é o minimo de noção cinematográfica e "Sharknado" consegue.



Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores