quarta-feira, agosto 14, 2013

PACIFIC RIM

ORGASMO NERD

Eu sempre fui da opinião de que não fazia sentindo blockbusters  deixar de lado um roteiro minimamente interessante. Michael Bay e alguns outros cineastas acham que colocar alguns efeitos mirabolantes já são suficientes para entreter.
Claro que o objetivo deles são os cifrões que esses filmes vão gerar, fazer um filme de verdade fica em segundo plano. Mas se há gente assim aos borbotões, há pessoas como Guilhermo del Toro.
Não que "Pacific Rim" tenha um roteiro engenhoso, mas fica óbvio a preocupação não somente com os soberbos efeitos especiais, e sim de uma maneira geral com todos os aspectos que compõem uma obra de cinema.
"Pacific Rim" na verdade lembra muita coisa. Desde os filmes do "Godzilla" ou qualquer produção oriental com monstros gigantes. Logicamente os "tokusatsus" (os seriados japoneses como "Jaspion" ou "Changeman") também serão lembrados de forma nostálgica. Tudo claro propositalmente, pois Del Toro cresceu assistindo tais produções e elaborava em sua mente fervilhante, um dia finalmente filmar uma espécie de homenagem.
Num futuro próximo, a Terra esta sendo constantemente sendo invadida por kaijus, criaturas monstruosas que emergem do Oceano Pacífico. Para combater a ameaça, a humanidade cria robôs igualmente gigantescos, que são pilotados por duas pessoas, que estão profundamente ligadas mentalmente.
Essa pequena sinopse lembra e muito o animê "Neon Gêneses Evangelion", a tal ponto que pensei que se tratava de um versão live-action do desenho.
Até os perfis perturbados dos personagens são explorados aqui. Mas isso esta longe de ser uma critica negativa, pois Del Toro sabe como conduzir uma produção desse porte com excelência, sendo plágio ou não. No final das contas, nem me importei com esse detalhe.

Sim, "Pacific Rim" lembra tudo isso que mencionei. E esse Frankenstein nerd, consegue  se sobressair com louvor dentre tantos arrasa-quarteirões sem alma e coração.
Prestem atenção na cena lírica e belissima de Mako (Rinko Kikuchi) criança. Detalhes como esses e outros que Del Toro adiciona fazem uma colossal diferença.
Resta esperar ansiosamente pelas continuações e torcer para que se torne uma franquia. Uma das poucas que com certeza não terá o lucro como prioridade.



Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores