sábado, junho 29, 2013

FAROESTE CABOCLO

BANG, BANG

Fico imaginando o trabalho que deve ter sido para os roteiristas transformarem em diálogos a letra de Renato Russo. Por mais que a celebre canção tenha esse potencial para uma adaptação cinematográfica, deve ter sido um processo exaustivo.
E dou meus parabéns a Marcos Bernstein e Victor Atherino, pois não só conseguiram fazer da transição para o cinema algo interessante como eliminaram o que poderia atrapalhar no material como um todo.
Com essa sábia decisão, e com um diretor estreante que sabe o que quer e o que tem nas mãos (Rene Sampaio), torna "Faroeste Caboclo" num filme que prende a atenção tanto para aqueles que conhecem de cor a música, tanto para aqueles que sabem algum trecho ou tanto para aqueles que por ventura não conhecem a canção.
É cinema sendo cinema, com ângulos e posicionamentos de câmera eficazes, direção de arte e figurino de primeira qualidade e um elenco que coopera com o resultado satisfatório.
Não que "Faroeste Caboclo" seja livre de falhas, mas as qualidades se sobressaem e dá de lavada para  a cinebiografia "Somos Tão Jovens", essa sim um produção a qual as falhas se sobressaem as (poucas) qualidades.
O João de Santo Cristo (Fabrício Boliveira) nunca é visto com um herói impecável de boa conduta e mesmo assim, torcemos para que nada de ruim aconteça (mais) na vida dele. 
Quando há um lampejo de que tudo voltará a ficar bem, que  o romance com Maria Lucia (Isis Valverde) pode denunciar, o roteiro nos faz lembrar qual é a verdadeira natureza de João.
O confronto com Jeremias (Felipe Abib) a lá filmes de bang- bang foi outra grande sacada. 
Com ângulos que lembram os clássicos faroestes de Sergio Leone, o diretor deixa bem claro quais foram as referencias. 
"Faroeste Caboclo" não faz concessões, se fala e se consome muita droga durante todo o filme. Há cenas  de violência e estupro (esse é até bem comedido) que podem incomodar à aqueles que estão acostumados aos filmes assépticos da Globo.
Só senti falta de mais aprofundamento dos personagens secundários, e também achei que no terço final os acontecimentos se sucedem apressadamente.
Mas repito, nada atrapalha no julgamento final do filme e só nos faz pensar quais são os próximos projetos desse cineasta promissor.

Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores