quarta-feira, junho 26, 2013

ANTES DA MEIA-NOITE

AMOR PLENO

É curioso observar o quanto os personagens evoluíram do último filme e por consequência , o público que assistiu também.
Lembro que eu era uma pessoa completamente diferente quando assisti "Antes do Pôr-do-Sol", ainda não tinha passado pelas mudanças e  experiencias significantes no meu caminho.
Enfim, pouco filmes dão esse prazer, a de evoluir junto com os personagens.
E digo mais, poucos romances são românticos de verdade sem pender para a pieguice que assola quase que 100% da produções que dizem falar sobre amor. 
A trilogia estrelada pela dupla Ethan Hawke e Julie Dephy sempre evidenciou as palavras, os diálogos e claro, a total quimica do casal de atores.
Na verdade essa química se estende ao diretor Richard Linklater, sem o trio, sem esse  total entrosamento, dificilmente se veria na tela algo tão genuíno. E sim, tão romântico.
Se em "Antes do Amanhecer" os jovens sonhadores vislumbravam um romance livre de falhas, em "Antes do Pôr-do-Sol" o reencontro em Paris mostrou os personagens mais amargos e pé-no-chão. 
Nove anos se passaram em "Antes da Meia-Noite", ficamos sabendo que os dois estão finalmente juntos, e gozam de férias na Grécia com as filhas gêmeas. 
O cenário é deslumbrante, e acabamos conhecendo outros casais amigos de Jesse e Celine.
Pouco a pouco, a crise na relação parece ser inevitável, Jesse sente falta do filho que teve em outra relação , Celine se sente de lado, sobrecarregada cuidando das gêmeas.
Em meio aos problemas, vemos as tentativas do casal em resgatar o romantismo, e encarar a realidade. Por mais que se amem, haverá as pendengas que a rotina ( e a vida) irá trazer. 
Richard Linklater sabe que bordar algo perfeito na relação da casal soaria falso e não iria condizer com o clima dos outros filmes. 
Como toda relação, haverá brigas e discussões e Jesse e Celine não estão livres disso.
A verossimilhança que é a marca registrada da série, esta presente nas estupendas atuações do casal.
Julie Delphy entrega uma Celine ainda mais questionadora, e não se envergonha com sua nudez e seus quilinhos a mais. Hawke também consegue mostrar várias facetas insuspeitas de Jesse.
Diante do esforço de todos, é praticamente impossível não se envolver com a trama.
As sutilezas do roteiro nos pega de surpresa, e demonstra que a sensibilidade não foi deixada de escanteio.
Reparem no que uma senhora diz ao casal em relação ao marido já falecido, só por esse dialogo, "Antes da Meia-Noite" já obrigatoriamente deveria esta na lista dos melhores desse ano.
No mais, o encerramento (será?) da trilogia encanta ainda mais por não fugir do que supostamente poderia acontecer no mundo real.
E traz o casal mais crível do cinema que certamente marcou gerações.


Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores