terça-feira, janeiro 22, 2013

O IMPOSSÍVEL

MAR EM FÚRIA

Foi em 26 de Dezembro de 2004 que ocorreu uma tragédia inimaginável. Um terremoto submarino em pleno Oceano Índico desencadeou um tsunami que varreu a costa de vários países.
No filme "Além da Vida" de Clint Eastwood, houve uma cena memorável da devastação das ondas atingindo carros, pessoas e tudo o que encontrava pela caminho, mas o foco era outro.
Já em "O Impossível", vemos com detalhes assombrosos antes e depois da tragédia. 
Sob o excelente comando de Juan Antonio Bayona ( "O Orfanato") , a produção consegue ir bem além do "filme-catástrofe", focando numa familia em férias e a força para sobreviver diante do caos, Bayona injeta sensibilidade e provoca comoção sincera.
Baseado em relatos de sobreviventes, vemos a chegada da família a um resort magnífico antes do Natal.   Pouco tempo depois, vem a chegada das ondas gigantes (numa cena acachapante), e Maria (Naomi Watts, não a vejo tão ótima desde "Mulholland Drive") e seu filho Lucas (Tom Holland) acabam se separando do restante do grupo, Henry (Ewan McGregor) e dois irmãos pequenos.
Inicialmente acompanhamos de perto a luta de Maria e Lucas em busca de ajuda,  e vemos a absoluta confusão no hospital superlotado de feridos e mortos. 
Tudo que supostamente deve ter acontecido, Bayona injeta realismo e choca pela intensidade das consequências que o tsunami inevitavelmente causou.
Só achei que alguma cena ou outra peca pelo melodrama, completamente desnecessário pois a essa altura já estamos nos importando pelo destino dos personagens como se fossem conhecidos nossos, as cenas comovem por si só, sem auxilio de música brega tocando no fundo o tempo instante.
Tirando essa escorregada, achei pertinente de perceber que por serem uma família endinheirada,  acabam sendo levados exclusivamente  num helicóptero particular deixando os outros feridos necessitados  a própria sorte. 
Incomoda a cena e Bayona  sutilmente no faz lembrar que a dura realidade que diferencia ricos e pobres é mais evidente em situações críticas como essa.
"O Impossível" é envolvente, aflito e surpreende por se diferenciar de produções em que a catástrofe é o foco principal.
Muito bem realizado, com um elenco magnífico e imagens que ficarão na cabeça por dias e dias.
Mas para a experiência ser completa, sugiro um documentário chamado "Tsunami - Caugh on Camera" , onde há vários videos reais de turistas durante e depois da tragédia.
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores