segunda-feira, novembro 19, 2012

V/H/S

  CONTOS DA ESCURIDÃO

"V/H/S" vem sendo chamado como a salvação dos filmes que utilizam o método de filmagem  que foi popularizado há mais de 10 anos por "A Bruxa de Blair".
O estilo já encheu o saco, mas ainda sim rende.
E rendeu essa coletânea que lembra aquelas produções bacanas feitas no meado dos anos 80, onde são contadas várias histórias.
O ponto alto é que ele não suaviza em nada na bizarrice, nos colocando em situações que definitivamente não gostaríamos de estar.
Esse desconforto proposital causado pode até não mudar a ideia de quem não gosta desse tipo de filmagem, mas irá com certeza agradar á aqueles que não se cansaram .
O problema é que "V/H/S" sofre com a qualidade duvidosa de alguns contos, e poderia até se destacar de verdade em meio a tantos filmes de terror ruins lançados nesse ano.
A espinha dorsal da trama mostra um grupo de vândalos procurando uma determinada fita num casarão sombrio e afastado.
Lá dentro, encontram um cadáver e inúmeras fitas cassetes.
A partir dái são mostrados o conteúdo de algumas fitas:
"Noite de Amadores" - O melhor dos cinco sem sombra de dúvida. Se deve e muito pela interpretação de Hanna Fierman, impressionante como a garota esquista que é levada por três caras até um hotel. Dispostos a ter uma noite de sexo regrada a drogas, o trio acaba lutando pela vida quando a garota revela-se um mostrengo de dar calafrios.

"Segunda Lua-de-mel" - Chatíssimo. A qualidade do filme cai muito devido a essa história insossa sobre um casal que é perturbado por uma figura enquanto estão dormindo. É muita enrolação pra entregar um desfecho besta.
"Terça-Feira 17" - Um grupo de jovens decidem passear numa floresta. Lá acabam sendo perseguidos por uma assassino invisível (!). Eu acabei gostando devido ao seu terço final nervoso e ao começo bem divertido.
"A Estranha Coisa que Aconteceu a Emily quando era Jovem" - Começa promissor e acaba abruptamente sem muitas explicações. Garota relata ao namorado virtual que seu apartamento pode estar assombrado. Mas a verdade toda se revela mais terrível do que ela imagina...
"10/31/98" - Trama batida e clichê aos borbotões nesse conto onde um bando de garotos entram numa mansão aparentemente vazia. Lá vão descobrir no sótão uma menina que de inocente não tem nada.
"V/H/S" tem portanto 2 contos ótimos, 2 mais ou menos e outro muito ruim, o que o deixa numa situação até que boa.
Isso se você desconsiderar a trama principal, que conecta as histórias da fita, por demais sem graça.
Compartilhar:

0 comentários:

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores