sexta-feira, maio 13, 2011

À PROVA DE MORTE

                                                          "HIGHWAY TO HELL"


Lá em 2007, Tarantino e Robert Rodriguez (Um Drink no Inferno) juntaram forças e fizeram “Grindhouse”. Seria na verdade uma única sessão com dois filmes , entre eles passaria trailers falsos ultra divertidos (um deles virou filme de verdade “Machete” dirigido pelo Rodriguez mais tarde).

Esse projeto foi desenvolvido por ambos tentando reproduzir as antigas sessões de cinema de exploitations e filmes trash , mas o fracasso lá nos states fez com que a distribuidora dividisse o filme no meio em outros países. “Planeta Terror” foi primeiramente exibido por aqui ainda em 2007, e se não me engano somente três anos depois veio “À prova de Morte” devido a mudança de distribuidora e talvez pela descrença no poder comercial do filme.

Claro que a imensa maioria recorreu aos downloads da vida, (eu mesmo impaciente recorri a esse caminho), e todo esforço e riscos de baixar um vírus junto com o filme valeu muito a pena.

Diverti-me pacas com esse “À Prova de Morte”.
O que ficou claro pra mim é que o cineasta se divertiu  e não estava afim de fazer algo sério, classudo... É diversão sem preocupações em parecer coerente. É um Taratino de coração leve, mas é Tarantino.

Portanto preparem-se para diálogos perspicazes, personagens marcantes, trilha sonora supimpa e cenas de perseguições na estrada de cair o queixo e algo mais . (Velozes & Furiosos ???, esqueça!!!)

Stuntman Mike (Kurt Russell) é um duble que na verdade é um psicopata que gosta de acidentar garotas com seu carrão à prova de mortes. Ele tem uma bem sucedida investida com o primeiro grupo de garotas (há uma cena espetacular do acidente !!!!) mas quando encontra outro bando de meninas e decide atacar.... Bom, daí é só vendo.

"Bastardos Inglórios" pra mim continua sendo imbatível. Mas de qualquer modo, não tem como não gostar de um filme onde há uma cena em que Vanessa Ferlito (sósia da Daniella Cirarelli?) dança sensualmente num bar sujo ao som do jukebox .
A perseguição final também é muitíssimo bem feita.

Enfim... ai se todo filme descompromissado fosse assim.

Compartilhar:

3 comentários:

Silvio disse...

Vou ver esse filme.

M. Seiler disse...

legal!! eu recomendo forte

Livia disse...

Ehhh, realmente esse filme é muito mais de um Q de sarcasmo.
Sou muito suspeita para falar de Tarantino, porém pernas voassantes foram pra lá de inovador, eu diria... rsrs

Blogs Brasil

Postagens populares

Total de visualizações

Google+ Badge

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog

Seguidores